A Acção Animal, em colaboração com a PETA Europe, realizou no dia 11 de Julho uma manifestação em frente à Embaixada Britânica em Lisboa, defendendo o fim do uso de pele de urso preto nos chapéus da Guarda Real Britânica.

Nada justifica que no ano de 2008 se continuem a matar animais para fazer chapéus, com a agravante de estes chapéus terem funções militares exclusivamente cerimoniais e simbólicas, quando já existem alternativas sintéticas perfeitamente equivalentes e 100% livres de crueldade animal.

Todos os anos cerca de 100 ursos negros são mortos no Canadá para fazer estes chapéus, tirando a estes ursos o que lhes é mais essencial – a sua vida – ocorrendo ainda casos em que deixam para trás crias orfãs incapazes de sobreviver sozinhas ou casos de ursos que conseguem fugir após serem feridos pelos caçadores, causando-lhes um sofrimento enorme até morrerem dos ferimentos.

Veja as notícias da manifestação na SIC Online e Expresso.
Veja as fotos do evento no Picasa.

Para mais informações visite o site UnbearableCruelty.co.uk.

Anúncios